Morte

Scotteyechart1.jpg
A Ti, que tiras todos os sorrisos
A Ti, que deixas a revolta,
O desespero e a tristeza
A Ti, que marcas com crueldades
Que tiras de nós a calma.
A Ti, que chegas em silêncio
E partes em silêncio
A Ti, que desgraças o espírito
E que humilhas o corpo
A Ti, que a escuridão trazes
E para a escuridão nos levas
A Ti, que não ligas à afeição
Que não ligas ao cuidado
Que não ligas à saudade
Que trazes contigo a solidão
Que trazes as lágrimas.
Que me assustas
Que me fazes tremer.
Que estás no meu fado
A Ti Morte nefasta.
A Ti eu suplico
Que não Te aproximes de mim.
Por Di às 18:30
|