The Dream

A noite passada tive um sonho. Era a actriz no filme do impossivel!

Na impossibilidade de passar uma noite marivilhosa, despedimo-nos com o "temos pena"..

Acredito cada vez que o Homem tem aquilo que sonha!

Desci as escadas lentamente para prolongar ainda mais o tempo. A cada degrau desvanecia a esperança de puder ser feliz ainda ali. Não houveram palavras ditas no silencio do olhar. Nem pedidos em palavras a que custa dizer que não.

 

Houve a pausa.

Um momento de reflexão, em que esperamos que um fosse capaz de dizer não! Sabemos que é um "Não!!" dito vezes de mais. Renunciamos às nossas vontades e às nossas emoçoes vezes de mais. O medo penetra na pele com a mesma velocidade que dizemos esse "Não!" mentiroso.

Neste sonho o desejo parece ter servido de capa a qualquer medo que se quisesse impor.

Desta vez, como em tantas outras, fui dona do meu momento e coloquei-me mais uma vez em risco.

Este risco é tão bom de viver como de recordar.

Nada me faz viver melhor do que sentir que vivi do melhor. Nada faz de mim mais feliz que sentir que sempre que arrisquei neste sonho, sai sempre ilesa!

Talvez um dia me lixe!

Mas acho que é muito melhor sorrir a mim mesma, parar a pensar no meu risco e vibrar com ele, do que virar as costas e num sentimento de "boa menina" pensar que é melhor negar-me!!!

Nunca fui gaja de me negar!!

Por Di às 20:03
|
Estou: Hay un son